07 julho, 2017

IMAGINÁRIO GREGO

Por:
José Luiz de Vasconcelos Barros
Regional MINAS GERAIS
In memoriam










Helênicas e fantásticas visões,
povoam meu sono solitário,
trazendo sonhos, odes convulsões
que, emergem do meu imaginário!..

Munido de Mágicas e aladas sandálias,
qual Perseu em luta atroz e desvairada,
vou tentando em vão decapitar
as Górgonas, que infestam minha estrada.

E sou, de Zeus devoto penitente:
"soberano pai dos deuses e dos homens"
cujas leis governam o cosmo e a eternidade,
enchendo de luz, o mundo e a espiritualidade.

Com meu escudo de bronze, bem polido,
Ouso adentrar o olimpo e enfrentar
A fúria de seus deuses para conquistar
De Afrodite, o amor, e nas olimpíadas a glória!

Qual Adonis terei a vida efêmera,
Enquanto do seu ventre hão de brotar,
Filhos que serão deuses e saberão amar
o pai, que em seus jardins há de finar.

Não tarda, porém, dos deuses a "revanche",
E antes que do sono desperte ofegante,
cavalgando Pégaso Belerofonte
matou minha Quimera inda na fonte...

Desperto afinal, do sono inglório
despido do sonho e da fantasia
procuro em vão, achar na luz do dia

outra quimera fonte de alegria!




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...